Miso Music Portugal Concert Season

The Miso Music Portugal Concert Season is a cycle of performances organized in connection with various activities exercised by Miso Music Portugal during the year. The Concert Season programmes have different character, varying between events dedicated to electroacoustic, mixed or acoustic music, performances for children, events dedicated to education through art, concerts organized on the occasion of new CD releases or special events dedicated to one composer in particular.
This wide range of proposals is joined by the Miso Music Portugal's quality of providing new music concerts on the highest level, with the participation of renowned performers from the world over. As always, in our programming strategy we give focus to Portuguese music, putting into perspective 20th and 21st century works and the ones being created here and now.

Check here the archive of the Concert Seasons up to 2013

◄ Back
Concert Season

ELLE concerto com obras de Eli Camargo Júnior

30 11 2019 21:00

O'culto da Ajuda

ELLE concerto com obras de Eli Camargo Júnior

 

‘Elle’

            Este concerto celebra anos de convivência e trabalho musical com intérpretes de excelência – músicos que generosamente tem insuflado vida às minhas obras e que, em alguns casos, as tem sonhado junto comigo. As obras foram escolhidas como amostras de um percurso onde o público pode sentir e/ou concluir o que são constâncias, idiossincrasias, e/ou possíveis valores expressivos do meu trabalho como compositor. 

            Nomeio como Texturas as minhas obras formalmente livres, estruturadas a partir da sua própria superfície sonora. Textura de cores sombrias faz parte de um conjunto de Três Texturas para guitarra solo – compostas a pedido de Júlio Guerreiro, e por ele estreadas no CCB em 2006. Júlio tem sido um meu parceiro regular no sonharaobra, e esta lhe é dedicada.

            Facing Eco (Consequência) foi composta para Em louvor da água, evento concebido e produzido por mim para a Escola de Música do Conservatório Nacional, e patrocinado pela EPAL, que decorreu em Maio de 2019 na Mãe D’Água Amoreiras. Desde a sua concepção esta obra destinou-se a receber uma prolongada primeira parte - Solo, para saxofone – acrescentando também o vibrafone. A estreia da obra completa, em dois movimentos, foi destinada ao presente concerto. Esta obra é inspirada nos momentos de vida em que temos de enfrentar os ecos do passado, deixando que afinal se desvaneçam antigas memórias e afectos.

Em dez fios tensos foi composta a pedido de Paulo Amorim, para os Concertos Sonata, promovidos pela Academia dos Amadores de Música em 2005, onde foi feita a estreia com Catheryn Strynx – que a tem apresentado também em duo com Júlio Guerreiro. Esta música nasce dos diferentes ‘humores’ que eu atribui às cordas: Si-Mi são cordas contíguas na guitarra, e tem um timbre algo semelhante, muito fraterno; o Dó grave do Cello foi explorado por um seu possível ‘humor’, e pelo seu potencial desdobramento em sons harmónicos; o ultimo movimento explora a nota mais grave da guitarra como apoio acústico, Mi, desenvolvendo-se sobre duas notas comuns aos dois instrumentos: Lá e Ré.

Elle é uma obra multimédia, sonhada em duo com Catheryn Strynkx –  a composição partiu de memórias visuais e fragmentos sonoros oferecidos pela intérprete ao compositor. A sua proposta é densa porque mergulha no mundo sonoro particular do músico performer, e porque busca revelar alguma imagem da sua natureza – aquela de um ser estranho, maravilhoso na sua dedicação em produzir algo tão fugidio quanto são os sons da música. Elle é a cellista Catheryn, ou a própria Música, ou a sombra da sua performance, uma sugestão, uma intenção expressiva, ou uma busca, uma busca.

Agradeço o auxílio imagético do João Vasco Almeida, sem o qual esta obra não poderia ser foi como sonhada.

Elle foi criada especialmente para estreia no Oculto da Ajuda, representado pelo Compositor Miguel Azguime – a quem serei sempre grato pelo generoso suporte.

 

Programa

Textura de cores sombrias (2006) 
Júlio Guerreiro, Guitarra

Facing Eco (2019): Solo e Consequência
Rita Nunes, Sax; João Monteiro, Marimba e Vibrafone

 

 

Em Dez Fios Tensos: (2005)
Júlio Guerreiro, Guitarra/ Catherine Strynckx Cello

  1. Manas Si-Mi
  2. O Dó tristonho …

III.             …tem coração de harmónicos

  1. Mila: Re Sol!

 

 

Elle    (2019, cello  solo e multimédia. Obra em estreia)
Catherine Strynckx Cello

 

Eli Camargo Júnior: Bacharel e solista de Guitarra, fez primeiras audições de Lopes Graça; Bacharel, Licenciado e Doutorado em Composição. Estudou guitarra com Henrique Pinto, estudou composição com António Pinho Vargas e Christopher Bochmann. Estudou direcção com Arturo Tamayo, dirigiu em primeiras audições obras de Paulo Brandão, Eurico Carrapatoso, Ivan Moody e suas. Professor reconhecido pelo seu trabalho com Guitarra, Música de Câmara e Composição.

Em Portugal a 32 anos, tem 63 anos de idade. Nos últimos dez anos teve primeiras audições de obras suas por solistas e grupos reconhecidos – como Évora Ensenble, Rui Pinheiro, Solistas da Metropolitana, Catherine Strynckx, Grupo de Música Contemporânea de Lisboa, Entremadeiras, Júlio Guerreiro, Pedro Rufino, Paulo Amorim. Tem obras editadas pela AVA, e MPMP. Teve a sua obra Lubramix II gravada pelo Entremadeiras Trio.

 

 

Email This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.